1 de abril de 2012

Momento Nostalgia - Inuyasha


O título se dá, pelo fato de que nesse post irei escrever sobre o primeiro ou segundo anime que assisti na minha vida, que foi InuYasha.Ele conta a história do meio-youkai InuYasha, filho de um youkai com uma humana e de Kagome, uma colegial que descobre ser a reencarnação de uma sacerdotisa da Era Feudal, Kikyou.


InuYasha é um meio-youkai que não se importava com as outras pessoas até conhecer Kikyou, então ele se apaixona por ela e ela por ele, mas quando ambos caem em uma armadilha esse amor se transforma em ódio por parte dela, fazendo com que ele seja preso com um lacre à uma árvore por Kikyou e a mesma morrendo.


Nisso, nasce Kagome, a reencarnação de Kikyou e dentro dela está a Jóia de Quatro Almas. Em um dia comum de sua vida Kagome é "sugada" para a Era Feudal por um youkai chamado Mulher-Centopéia, então ela encontra InuYasha e para não morrer em um lugar a princípio estranho, ela rompe o lacre de InuYasha libertando ele.


A jóia de Quatro Almas sai do corpo de Kagome e quando está sendo levado para longe por um pássaro ela lança uma flecha que acaba quebrando em vários pedaços a jóia. E a partir disso começa a jornada de Kagome e InuYasha em busca dos fragmentos da Jóia de Quatro Almas.

Nessa jornada eles acabam encontrando varios inimigos, porém fazem vários amigos como Shippo, Miroku e Sango.


Shippo:


Um youkai raposa que teve seu pai assassinado pelos irmãos relâmpagos, Manten e Hiten. Em uma luta para vingar a morte de seu pai, Shippo aproveita-se da força de InuYasha e Kagome para poder derrotar os irmãos. InuYasha vence e a partir de então, Shippo passa a viajar com os dois.

Miroku:


Um monge budista que possui em sua mão a maldição do Buraco do Vento, essa maldição é hereditária e quem a teve primeiro foi seu avó. Depois de perder uma luta para Naraku, este passou esta maldição e ela seria hereditária sendo que somente quando Naraku fosse vencido que ela desaparecia de sua mão. Miroku é mulherengo, dando em cima de todas as mulheres que aparecem, em prol de sua vingança com relação a Naraku ele precisará de um herdeiro, caso falhe em matá-lo.

Sango:


Sango é uma exterminadora de youkais, vivia em um clã de exterminadores. Quando o mesmo é atacado, ela sobrevive e depois encontra seu irmão, que na verdade está vivo apenas por causa de um fragmento da Jóia de Quatro Almas que posui no corpo. Vai atrás de InuYasha por acreditar que ele tenha sido o assassino de seu clã, mas depois descobre que não foi isso.

InuYasha foi uma série com 167 episódios e 4 filmes, sendo que depois foi lançado a série InuYasha Kanketsu-hen com mais 26 episódio, dando um final a história de InuYasha. No Brasil, InuYasha foi transmitido pela Rede Bandeirantes e pela Rede Globo, mas devido problemas judiciais ambas pararam de transmitir sem nenhuma explicação. 

Apesar de gostar muito deles, meu personagem favorito era Sesshoumaru, irmão de InuYasha, mas que ao contrário de InuYasha, ele era um youkai completo, ou seja, filho de pai e mãe youkai.


Ele só buscava a espada deixada por seu pai para InuYasha, Tessaiga, já que esta era uma arma que podia matar, sendo que a que lhe foi deixada, Tenseiga, era uma arma para curar e ele não via serventia nenhuma nela. Mas, após encontrar a garota humana Rin, Sesshoumaru se torna mais gentil e preocupado (sempre que ele se depara com uma situação em que a vida de Rin está em perigo), o que deixa todos espantados, pois ele sempre teve uma atitude fria e cruel com todos.



Rin é uma garota humana que teve os pais e irmãos assassinados por youkais lobos, assim como ela posteriormente, mas Sesshoumaru usa a Tenseiga e a trás de volta a vida. Ela passa a acompanhá-lo, mesmo ele não dando muita atenção, a princípio à ela, porém durante o anime os telespectadores podem perceber que ela acaba ganhando mais atenção de Sesshoumaru.

Bom, se eu falar de todos os personagens de InuYasha ficaria com um mega post, porque são vários inimigos e pessoas que eles encontram no seriado todo. Então resolvi me restringir apenas aos principais.

Por hoje é só e até o próximo post.

0 comentários:

Postar um comentário