1 de junho de 2013

Rich Man, Poor Woman

Eu acredito que apenas pelo título conseguimos imaginar sobre o que se trata esse dorama japonês, não é mesmo? Porém, além da relação entre um homem rico com uma moça pobre, temos o desenvolvimento da temática sobre o que o dinheiro pode atrair, afinal já sabemos que não é somente felicidade.

Hyuga Toru e Asahina Kosuke, resolveram ainda na faculdade desenvolver uma empresa de publicidade na qual todos pudessem dar ideias inovadoras e que para muitos seriam inimagináveis e se essas ideias fossem aprovadas pelos dois, poderiam chegar a serem vendidas para quem quisesse comprá-las.

Assim, eles se tornaram milionários, porém o rosto da empresa é e sempre foi Hyuga, pois ele sempre foi mais desenvolto para falar em público. Contudo, ele não poderia ser perfeito, muito provavelmente por ter sido abandonado quando criança por sua mãe isso acabou lhe causando um grande trauma que agora o faz ser incapaz de associar o rosto ao nome das pessoas e o único nome que ele consegue lembrar, ou melhor, não consegue esquecer é o de sua mãe.

Natsui Makoto é uma moça do interior que agora luta para encontrar um bom emprego e assim honrar os estudos que seus pais com muito sacrifício se esforçaram para pagar para ela. No entanto, depois de diversas entrevistas e nenhuma resposta positiva, ela resolve assistir a palestra do homem mais bem sucedido nos dias atuais no Japão. E assim como Hyuga, nem tudo poderia ser ruim na vida dela e ao contrário dele, ela possui uma memória incrível e basicamente é a única qualidade de que ela pode se orgulhar.

Essa única qualidade e o fato de já terem se cruzado por acidente no passado é o que vai unir essas duas pessoas completamente diferentes, mas que unidas serão quase imbatíveis quando o assunto é fechar negócios e digo quase, pois quais sentimentos o dinheiro atrai senão a inveja e a cobiça dos outros, por isso eles terão que tomar muito cuidado com quem lidam.

Esse dorama é muito legal e apesar de ser qualificado como comédia romântica, não vi muitas cenas românticas entre os dois, pois Hyuga é um homem excêntrico então, até ele entender o que ele está sentindo e admitir isso é uma vida, por isso, não esperem muito romantismo entre esse casal.

2 comentários:

  1. Eu adorei esse dorama!
    Pois é. O Hyuga é um lerdo. Gente, eu queria bater nele por ser tão lerdo. HAHA
    Enfim, eu achei a temática do drama bem legal. O romance também foi fofo, apesar da lerdeza do Hyuga.
    Eu preciso assistir o especial.

    ResponderExcluir
  2. Então Leandra, eu fui tirar a dúvida dos nomes deles para escrever aqui e vi que houve um SP, assim que eu baixar e assistir farei uma review aqui no blog, quem sabe no SP ele solta o freio de mão e vai com tudo pra cima da Makoto.

    ResponderExcluir